domingo, 26 de outubro de 2014

Eleições 2014

Nestas eleições ouvi muitas pessoas apontando o Lula e Dilma como os piores governantes da história do país. Apesar de não ter simpatia política com nenhum dos lados, isso sinceramente me irritou muitas vezes. Muitos me falavam: "Sou empresário, tenho que votar no Aécio", mas quando eu perguntava qual foi o período em que ganharam mais dinheiro... todos me falaram... "nos últimos cinco anos"... e daí eu não entendia do que estavam reclamando. Perguntava: o que faziam há 10 anos? E me respondiam: "Era vendedor de loja de departamentos, era instalador de acessórios de carros, era estudante..." hoje são todos empresários, patrões de si mesmos e bem sucedidos. Alguns esqueceram que graças a políticas sociais, que permitiram o pobre virar classe média, é que tantas pessoas estão comprando carros, casas, televisores, comendo em restaurantes mais requintados, fazendo viagens etc... Antes eram poucos que se davam ao luxo de pagar mais caro em uma comida só por que não tem agrotóxicos, era comer o que tinha. Tudo isso gerou empregos, melhorias na qualidade de vida.
Por outro lado, não é só de dinheiro e de televisores novos que vivemos. Precisamos de mais saúde, precisamos de mais educação, precisamos de um novo código penal, precisamos de mais honestidade.
O PT tinha e tem tudo nas mãos pra manter a mudança de rumo do nosso país, mas vai ter fazer muito mais do que fez até agora, pois o rouba, mas faz não é mais admitido em nossa sociedade, prova disso é a última eleição em Londrina. O PT corre um sério risco de, continuando os escândalos de corrupção, termos um movimento gigantesco, semelhante ao do período pré copa, pedindo a derrubada do governo. Isso é muito preocupante, pois pode ser a desculpa que alguns esperam para apresentar as armas. Um país onde o estado não consegue controlar tumultos é prato fácil para um intervenção militar.
Dilma foi muito fraca em sua campanha. Não falo dos debates, onde mostrou evidente falta de talento na oratória. Me refiro a um plano de governo que comprovasse mudanças significativas, principalmente na saúde. Te digo que o PT pode continuar no poder, mas vai ter que elevar a qualidade da saúde pública brasileira ao patamar do imposto que pagamos. São quatro anos para transformar a saúde e ganham mais quatro para transformar a educação. A continuidade de um plano de governo é fundamental para um país como o Brasil. Nada aqui se resolve em quatro anos, absolutamente nada. Sempre que temos uma mudança radical no governo temos uma mudança radical nos planos de governo e a consequente interrupção dos projetos de médio e longo prazo. O PT tem uma oportunidade que nenhum outro partido teve no Brasil, com exceção dos militares, a oportunidade de executar medidas de médio e longo prazo e ver os resultados. A presidenta Dilma precisa ter em mente que o PT não terá outra chance. Pelos resultados das eleições, ou fazem algo agora pela saúde, ou estão fora, talvez antes do quarto ano do novo governo.
O PSDB jogou tão sujo quanto o PT nessas eleições, por isso não conseguiram os votos de ainda mais pessoas. Aécio criticava os ataques atacando... Dilma se atrapalhava para responder e seus terroristas marqueteiros tocavam o terror. Aécio perdeu em Minas onde foi governador, sinceramente, não sei se daria conta ou se seria, como em sua vida pessoal, um "bon vivant". Ver pessoas dizendo que iriam votar no Aécio por pura questão de etiqueta social é algo deplorável, da mesma maneira dos que votam na Dilma por que são beneficiados por programas sociais. Isso mostra que somos fantoches.
Pra finalizar, Dilma, aperte o passo, por que se ficar como está: "O Gigante vai te pegar".

Um comentário:

Michelle Gomes da Silva disse...

Diego li o "comentário" hoje uma professora usou o seu texto na aula de Sociologia, achei FANTÁSTICO, você disse tudo Parabéns.
Michelle